---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Histórico do Município

Publicado em 15/09/2014 às 14:48 - Atualizado em 31/07/2017 às 11:57

HISTÓRICO DO MUNICÍPIO

O Município de Presidente Castello Branco localiza-se no oeste catarinense, foi emancipado em 11 de novembro de 1963 e instalado em 04 de fevereiro de 1964, data em que é comemorado seu aniversário de emancipação político-administrativa.

A origem do município está no povoado de Dois Irmãos fundado em meadas de 1935, com a chegada dos imigrantes italianos vindos do vizinho Estado do Rio Grande do Sul, André e Pedro Sampietro, cuja denominação do povoado é resultante de homenagem a eles prestada.

Com a denominação de Dois Irmãos, a região que hoje compõe o Município de Presidente Castello Branco fez parte, a princípio, de dois municípios, ou seja parte de seu território pertencia ao Município de Cruzeiro ( atual Joaçaba), e, parte dele ao Município de Campos Novos.

Ocorrida a emancipação do Município de Concórdia no ano de 1934, Dois Irmãos (área até então sob a jurisdição de Cruzeiro) foi a ele anexado, desagradando a liderança político-administrativa do Município de Cruzeiro, o qual passou a lutar pela posse da área  (sua por direito).

Assim sendo, no ano de 1943, Dois Irmãos retorna a pertencer à jurisdição do Município de Cruzeiro através do decreto Lei n.º 941, sendo mais tarde administrado pelo distrito de Jaborá.

Entretanto, mediante a criação do Município de Capinzal em 30 de dezembro de 1948, através da Lei n.º 247, com área desmembrada dos Município de Cruzeiro e Campos Novos, o povoado de Dois Irmãos foi a ele anexado.

Em 29 de setembro de 1952, o povoado de Dois Irmãos é elevado à categoria de Distrito, onde, desde então o sonho em conquistar e constituir sua própria sede administrativa passou a fazer parte do dia a dia de sua população.

De conformidade com a Lei Municipal n.º 10/62, da Câmara Municipal de Vereadores de Capinzal, que cria o Município de Ouro, e da Lei Estadual n.º 870/63, aprovando a respectiva criação, Dois Irmãos passa a integrar o território do Município de Ouro.

Em 11 de novembro de 1963, Dois Irmãos conquista seu tão esperado sonho: É elevado à categoria de Município através da Lei Estadual  n.º 931, porém sua instalação ocorre somente em 04 de fevereiro de 1964, data em comemora-se o aniversário de emancipação político-administrativa do Município.

No ano de 1965, através da Lei estadual n.º 1037, de 29 de dezembro de 1965,  o Município de Dois Irmãos passa a ter nova denominação: Município de Presidente Castello Branco. 

 

   BRASÃO DO MUNCÍPIO 

Brasão: Emblema do Município de Presidente Castello Branco. Nele consta um conjunto de figuras e ornatos que representam simbolicamente o Município.

O Brasão de armas do Município de Presidente Castello Branco, foi idealizado pelo Heraldista e Vexilólogo Dr. Lauro Ribeiro Escobar, assim se descreve: ESCUDO IBÉRICO, DE GOLES, COM UM CASTELLO DE PRATA, ABERTO, ILUMINADO E LAVRADO DE SABLE E BORDADURA DE ARMINHO. O ESCUDO É ENCIMADO DE COROA MURAL DE PRATA, DE OITO TORRES, SUAS PORTAS ABERTAS DE SABLE E TEM COMO SUPORTES, À DEXTRA, UMA HASTE DE MILHO E A SINISTRA, UM RAMO DE SOJA, AMBOS FOLHADOS E PRODUZINDO, AO NATURAL. LISTEL DE GOLES, COM O TOPÔNIMO "PRES. CASTELLO BRANCO" DE PRATA.

O Brasão descrito anteriormente, é assim interpretado:

  • O ESCUDO IBÉRICO era usado em Portugal à época do descobrimento do Brasil e sua adoção evoca os primeiros colonizadores e desbravadores de nossa Pátria;
  • A COR GOLES (vermelho) DO CAMPO DO ESCUDO é indicativa de coragem, audácia, valor, galhardia, intrepidez, nobreza conspícua, generosidade e honra;
  • O CASTELO é símbolo de grandeza, defesa, proteção, magnanimidade, segurança, nobreza e forte virtude, constituindo elementos de Armas da Família Castello Branco e, pois, se investindo de caráter parlante;
  • A COR GOLES E O CASTELO foram também adotadas para representar os atributos de administradores e munícipes, que, com ânimo valoroso, enfrentam obstáculos e vencem barreiras para construir a grandeza do Município;
  • O METAL PRATA, é emblema heráldico de felicidade, pureza, temperança, verdade, franqueza, integridade e amizade, referindo-se ao clima de harmonia e compreensão de que desfrutam os Munícipes;
  • A BORDADURA é representativa de favor e proteção;
  • O ARMINHO retrata alta dignidade, a assinalar o alto Posto do Chefe da Nação a que galgou a personalidade em cuja homenagem foi adotado o atual topônimo do Município de Presidente Castello Branco;
  • A COROA MURAL, é o símbolo de emancipação política, é de prata, com oito torres, das quais unicamente cinco são visíveis, constitui a reservada às cidades; as portas abertas de sable (preto) proclamam o caráter hospitaleiro do povo do Município;

A HASTE DE MILHO E O RAMO DE SOJA, PRODUZINDO EM CLICHÊS, para timbrar a documentação oficial do Município de PRESIDENTE CASTELLO BRANCO-SC., com a representação icnográfica das cores, em conformidade com a Convenção Heráldica Internacional, quando a impressão é feita a uma só cor e a obediência das cores heráldicas, quando a impressão é feita em policromia.

 


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar